Wednesday, August 03, 2005

Mecânica Nacional

Deprimem-se os tipos que esperam num carro,
o cotovelo necessário sobre a janela
e a rádio ofendendo com a canção da moda.

Ficam bem nas tardes de sol, e os verões,
por extensão, são seus. Quando cruzas
a rua vazia e te oprimem
a rua, o sol, o dia que te vive,
aí estão eles, fumando descontraídos,
donos do sol, do dia, da rua e do carro.

Não me agradam.
que namoradas que não chegam
ou que esposas com carteiras ou que amigos
esperam sempre? Noutras circunstâncias
de lugar e de tempo fariam um bom quadro
de Hopper. Mas não:
ainda que se os veja sós, simbolizam
a companhia; sempre tem recompensa
a sua paciência satisfeita.

Será isso no fundo, uma traição
pequena, involuntária, como um medo doméstico:
a culpa de não ser mais do que um hábito.

José Luís Piquero

replace-this-line-with-TrueFresco-Referrer-Feed-you-are-using-now

referer referrer referers referrers http_referer The WeatherPixie on-line Estou no Blog.com.pt



Listed on BlogShares eXTReMe Tracker Last Comments Add-On by LastHalo